Debate sobre Patrimônio em Risco encerra primeiro dia de Conexões Ibram em SC

Com intensa participação do público presente, uma discussão sobre patrimônio musealizado em risco e a integração de ações públicas fechou o primeiro dia de Conexões Ibram em Florianópolis (SC), nesta terça-feira (14).

Durante a apresentação, que atraiu grande atenção dos profissionais de museus e interessados na área que compareceram ao Centro Integrado de Cultura (CIC) da capital catarinense, foi apresentado estudo de caso sobre o Museu Arqueológico de Sambaqui de Joinville, cuja sede original foi interditada devido a enchentes que danificaram a edificação desde sua inauguração há 40 anos.

Mais cedo, apresentações sobre Estatuto de Museus e novos instrumentos de gestão e o Plano Nacional Setorial de Museus também despertaram debates entre os participantes.

O primeiro dia foi aberto com apresentação sobre o Programa iMuseus, que trouxe dados sobre a realidade local do setor.  De acordo com o Ibram, Santa Catarina possui 199 museus mapeados, sendo 119 deles cadastrados no Cadastro Nacional de Museus. 28 museus (cerca de 14% do total) estão localizados na capital – uma das menores concentrações do país.

Amanhã (15), serão apresentadas palestras sobre Estratégias de financiamento e fomento aos museus; Pontos de Memória; e Qualificação dos museus para o turismo. Haverá também grupos de trabalho sobre os temas Plano Nacional Setorial de Museus e Museus e Turismo.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Fernanda Peres/FCC

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>