Legado cultural da Copa: proposta é revitalizar museus no Ceará

Três Grupos de Trabalho (GTs), formados a partir dos temas apresentados durante o Conexões Ibram em Fortaleza (CE), realizaram reuniões ontem (25), no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura e na Biblioteca Pública Governador Menezes Pimentel. Os participantes discutiram propostas de ações e definiram um cronograma inicial de atividades.

A partir da apresentação, na terça-feira (24), da coordenadora de Difusão e Desenvolvimento de Parcerias do Ibram, Ena Elvira Colnago (foto), o grupo decidiu priorizar a destinação de recursos não para a criação de novos museus, mas para a revitalização dos equipamentos culturais já existentes.

Fortaleza será uma das cidades brasileiras que sediará jogos durante a Copa do Mundo de Futebol 2014 e o Ibram/MinC está pactuando com os estados uma agenda de investimentos para o setor museal com foco no legado cultural desse megaevento esportivo.

“Os turistas que vêm ao Brasil não escolhem o país à toa. Eles possuem expectativa do que devem encontrar aqui”, destacou Ena Colnago durante sua exposição. “Temos que estar preparados para recebê-los bem”, completou ela, lembrando que o Brasil espera receber 600 mil turistas estrangeiros e que a impressão deles será transmitida a outros turistas em potencial.

Os outros dois grupos de trabalho que tiveram reuniões nesta quarta-feira foram sobre Pontos de Memória e a Gestão de Riscos ao Patrimônio Museológico.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Marina Cavalcante

Grupos de Trabalho dão continuidade a Acordo de Cooperação firmado no Ceará

Na abertura do projeto Conexões Ibram na segunda-feira (23), em Fortaleza (CE), o presidente do Instituto Brasileiro de Museus, José do Nascimento Junior (foto), lembrou que o Ceará sempre foi participativo nos Fóruns de Museus e que a assinatura do Acordo de Cooperação Técnica com a Secretaria de Estado de Cultura é um “passo importante” para fortalecer o setor.

Nesta quarta-feira (25), serão realizadas as primeiras reuniões dos Grupos de Trabalho (GTs) que darão continuidade às ações pactuadas durante o Conexões Ibram.

O Ceará é o estado da região Nordeste com a segunda maior concentração de museus mapeados pelo Cadastro Nacional de Museus (CNM). De acordo com levantamento realizado pelo Ibram/MinC para a publicação Museus em Números, a partir de dados do cadastro, o Ceará possui 184 municípios e apenas 55 deles contam com museus.

Museologia social
O Conexões Ibram levou dois dias de apresentações sobre políticas para o setor de museus brasileiros, como os programas iMuseus e Pontos de Memória, o Plano Nacional Setorial de Museus, as estratégias de Gestão de Risco ao Patrimônio Museológico e de Fomento e Financiamento, além  do Legado Cultural para a Copa de 2014.

O tema Pontos de Memória, bem como as possibilidades de fomento para museus comunitários, despertou grande interesse na platéia. “O Ceará tem vocação para a museologia social”, comentou a gerente do Sistema Estadual de Museus do Ceará, Cristina Holanda.

“Eventos como esse são importantes, pois, à medida que o governo federal visita os estados, fica mais fácil gerenciar os instrumentos e as políticas que estão na ponta”, destacou a secretária adjunta de Cultura do Ceará, Maninha Marins.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Rogerio Rodrigues (Secult/CE)

No Ceará, Conexões Ibram começa com assinatura de Acordo de Cooperação Técnica

A Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) e o Instituto Brasileiro de Museus(Ibram/MinC) unem esforços por meio de assinatura de Acordo de Cooperação Técnica. O ato de assinatura fez parte da solenidade de abertura do projeto Conexões Ibram ontem (23), no auditório do Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura em Fortaleza.

O objetivo da cooperação é integrar recursos e desenvolver ações conjuntas para fortalecer, difundir, fomentar e incentivar o setor de museus no Ceará. Em consonância com a Política Nacional de Museus, o Acordo de Cooperação Técnica surge em uma conjuntura de fortalecimento dos instrumentos e mecanismos de gestão na seara museologica.

“A assinatura do Acordo representa um avanço no planejamento das políticas de museus que está sendo construída de forma compartilhada entre governos e sociedade civil”, disse Maninha Morais, secretária adjunta da Secult Ceará.

José do Nascimento Júnior, presidente do Ibram/MinC, afirma que a mobilização e articulação de todos é muito importante no debate dos eixos estruturantes da política dos museus e que o nordeste imediatamente entendeu o sentido do projeto, mobilizando-se e pondo em marcha essa construção.

Estiveram presentes no ato da assinatura, além de Maninha Morais e José do Nascimento Júnior, Cristina Holanda, gerente do Sistema Estadual de Museus e diretora do Museu do Ceará,  e Isabel Cristina Fernandes, presidente do Instituto de Arte e Cultura do Ceará (IACC).

Fonte: Ascom Secult Ceará
Edição: Ascom/Ibram