GTs do Fórum de Museus PE encerrou Conexões Ibram no Recife

O Fórum de Museus de Pernambuco reuniu-se em Grupos de Trabalho (GTs) na sexta (15), último dia do projeto Conexões Ibram no Recife, afim de equalizar as propostas estaduais com as diretrizes propostas pelo Plano Nacional Setorial de Museus (PNSM).

No eixo 1 – Produção simbólica e diversidade cultural – a principal estratégia acrescentada foi o incentivo ao inventário nas instituições museais de Pernambuco. Já no eixo 2 – cultura, cidade e cidadania – a capacitação de trabalhadores nos museus e o fortalecimento da função social das instituições foram destacadas.

Uma maior presença de professores e estudantes nos museus e a capacitação do trade turístico para a temática foram apresentadas no GT em torno do eixo 3 – Cultura e desenvolvimento sustentável. No eixo 4 – Cultura e economia criativa – as principais estratégias são o fomento à pesquisa sobre museus e turismo, com o intuito de criar subsídios para a construção de políticas públicas cruzadas, e a criação de campanhas de divulgação para os museus, tendo em vista a Copa 2014.

O quinto e último eixo do PNSM – Gestão e institucionalidade da cultura – destacou a importância de um diagnóstico das demandas atuais dos museus pernambucanos, a criação de uma rede de museus local, com foco na comunicação, a ação continuada do Fórum de Museus PE e o esforço por parte do fórum na aprovação da lei que cria o Sistema de Museus de Pernambuco.

Texto e foto: Ascom/Ibram

Indução ao turismo cultural no Conexões Ibram PE

Museus como “espaço de excelência da diversidade cultural brasileira”, capazes de traduzir um pouco das “identidades e histórias do país” foi um dos conceitos que norteou a apresentação do tema Legado Cultural: megaeventos esportivos no último dia do Conexões Ibram em Pernambuco. O tema foi escolhido porque Recife é uma das 12 cidades-sede da Copa do Mundo 2014.

“Os museus podem ser vistos como canais de indução para o turismo cultural e ajudam a formar uma compreensão do Brasil”, disse Patrícia Albernaz, da coordenação de Difusão e Desenvolvimento de Parcerias do Ibram/MinC.

As cidades-sede na Copa 2014 têm um total de 737 instituições museais – cerca de 23% do total de 3.112 museus mapeados no Brasil pelo Instituto Brasileiro de Museus. Se ampliarmos o raio para museus nas regiões metropolitanas das capitais, o percentual ultrapassa 33%.

Segundo dados da Fundação do Patrimônio, Artístico e Histórico de Pernambuco (Fundarpe), Recife tem 60 museus mapeados no anel metropolitano. “Até dezembro, já teremos que cumprir a etapa de recebimento e avaliação de pré-projetos por parte destes museus para, a partir de 2013, dar início a execução dos projetos selecionados”, explicou Célio Pontes, diretor de Gestão de Equipamentos Culturais da Fundarpe.

Ainda ontem (14) aconteceram as palestras Estatuto de Museus e Gestão do Patrimônio Musealizado em Risco.

Texto: Ascom/Ibram
Última atualização: 18.6.2012

Incentivo aos museus: Ibram deve lançar dez editais em 2012

Fomento e financiamento aos museus e a preparação do setor para a Copa do Mundo 2014 foram temas de discussão no último dia de palestras do projeto Conexões Ibram em Pernambuco.

Os principais mecanismos de financiamento e fomento para o setor museal, como a Lei de Incentivo à Cultura (Lei Rouanet), o Fundo Nacional de Cultura (FNC) e as emendas parlamentares, foram apresentados por Adna Teixeira, da equipe do Departamento de Difusão, Fomento e Economia dos Museus do Ibram/MinC.

“Temos que ser sagazes na preparação de projetos para concorrerem aos recursos disponíveis para os museus”, disse. Ela explicou que, no caso da Lei Rouanet, as propostas seguem um percurso até a captação e precisam dar alguma visibilidade aos patrocinadores. “O caminho é estreito, mas há saídas”, disse.

No caso dos recursos do FNC, fundo público para projetos, programas e ações culturais, Adna Teixeira apresentou o Programa de Fomento aos Museus Ibram que, em 2012, deve lançar 10 editais. Saiba mais.

Dentre eles, destacou o 5º Prêmio Darcy Ribeiro, cujas inscrições seguem até 31 de julho, e o 2º edital Criação e Fortalecimento de Redes e Sistemas de Museus que, a partir deste ano, passa a receber propostas de pessoas jurídicas de direito privado sem fins lucrativos. As inscrições estão previstas para começar em dezembro.

Texto e foto: Ascom/Ibram
Última atualização: 18.6.2012