Financiamento, turismo e museologia social no 2º dia do projeto em SC

A exemplo do que aconteceu no primeiro dia do Conexões Ibram Santa Catarina, um bom público marcou presença na manhã de hoje (15), em Florianópolis (SC), para a segunda etapa do evento – promovido pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC) em parceria com a Fundação Catarinense de Cultura (FCC).

O debate sobre o tema Estratégias de Financiamento e Fomento aos Museus abriu o dia com fala de Adna Abreu, da Coordenação de Fomento e Financiamento do Ibram. Aspectos legais da questão, editais, emendas parlamentares e outros mecanismos de financiamento à disposição do setor foram abordados.

Na sequência, o museólogo Valdemar de Assis, do Departamento de Processos Museais, trouxe a museologia social para o centro das discussões com fala sobre o programa Pontos de Memória.

Implantado em 2009 pelo Ibram, e ampliado em 2011 com a criação do Edital Pontos de Memória, o programa estimula iniciativas de memória desenvolvidas de forma participativa por grupos sociais diversos. O tema atraiu o interesse dos participantes.

Até o momento, o estado de Santa Catarina, que tem sua população constituída por 27 etnias e uma diversidade de comunidades locais, não possui nenhum ponto de memória.

No encerramento da manhã, a especialista em turismo cultural Ana Cristina Viana, da Coordenação de Difusão e Desenvolvimento de Parcerias do Ibram, falou sobre o tema Qualificação dos Museus para o Turismo, quando destacou a necessidade de que o estado, um dos principais destinos turísticos do país, inclua os museus entre as atrações oferecidas aos visitantes.

O tema do Turismo voltará a ser discutido na etapa final do Conexões Ibram Santa Catarina, que acontece na tarde de hoje, em um dos Grupos de Trabalho (GTs) dedicados a formular propostas práticas para o setor museal catarinense. Um segundo GT discutirá os desdobramentos do Plano Nacional Setorial de Museus para a realidade local.

Texto e foto: Ascom/Ibram

Ibram e Governo do RN assinam Acordo de Cooperação Técnica no último dia de encontro

A governadora do Rio Grande do Norte, Rosalba Ciarlini, e a presidente substituta do Ibram, Eneida Braga (foto), assinaram na manhã desta sexta-feira (20), Acordo de Cooperação Técnica que transformará em ações as discussões realizadas durante o encontro Conexões Ibram – realizado no Teatro da Cultura Popular Chico Daniel, em Natal desde o dia 18.

Na ocasião, a governadora também assinou as autorizações para o início das obras de restauração da Fortaleza dos Reis Magos e do sobradinho do Museu Café Filho, ambos na capital potiguar.

Durante o os três dias de encontro foram destacadas as potencialidades dos museus do Estado para compor roteiros de interesse para turistas durante a Copa do Mundo de Futebol de 2014.

O diretor de Museus do RN, Hélio de Oliveira, apresentou levantamento demonstrando que de 167 municípios, 103 deles estão em um raio de 50 km – distância considerada adequada pelo Ministério do Turismo para definir roteiros turísticos para o mundial de futebol. Desses 103 municípios, 40 têm grande potencial turístico.

Ações conjuntas
Hoje, último dia do encontro, os participantes estão reunidos em cinco Grupos de Trabalho (GTs) para elaborar propostas de agenda para as ações conjuntas que serão desenvolvidas em parceria entre o Ibram e o governo estadual.

Durante os debates da tarde de ontem (19), os participantes pediram maior articulação entre os setores de turismo e cultura. A importância da cultura para o turismo foi citada nas palestras: “A cultura agrega valor ao turismo. Mesmo quem visita um local pela praia e pelo sol, vai para aquele local por sua cultura”, destacou a chefe de divisão da Coordenação de Difusão e Desenvolvimento de Parcerias do Ibram, Patrícia Albernaz.

Ela apresentou o projeto Legado Cultural do Ibram, que tem como objetivo pactuar uma agenda de investimentos para o setor museal com foco nas cidades-sede da Copa de 2014.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Taís Valente