PNSM e Estatuto dos Museus encerram o primeiro dia do Conexões Rondônia

A tarde de terça-feira (18) começou com a apresentação sobre o Plano Nacional Setorial de Museus. Patrícia da Cunha Albernaz, Chefe da Divisão de Coordenação de Difusão e Desenvolvimento de Parcerias do Ibram/MinC falou sobre o processo de elaboração do PNSM, seus objetivos e sua importância para o fortalecimento do setor museal.

Ela reforçou a importância do 5º Fórum Nacional de Museus para discutir como será avaliado o PNSM, “os desafios de se implantar e avaliar o PNSM até 2014, quando acontecerá o 6º Fórum Nacional de Museus” e lembrou os presentes que o Fórum irá ser realizado em Petrópolis (RJ) de 19 a 23 de novembro. Leia aqui o Plano Nacional Setorial de Museus na íntegra.

Em seguida, foi a vez de Taís Valente, museóloga do Ibram/MinC apresentar o Estatuto dos Museus. Valente começou sua fala reforçando que o Estatuto é o marco regulatório do setor museal no Brasil e tem ingerência em todas as instituições do país. Ela falou dos princípios e ressaltou o intercâmbio institucional como forma de fortalecimento do setor. Explicou que o próprio Conexões Ibram é um tipo de intercâmbio institucional à medida que há trocas entre os técnicos do Ibram que vão aos estados e a comunidade local.

O Decreto que irá regulamentar o Estatuto dos Museus foi lembrado durante  toda a fala de Taís Valente. O decreto tem importância ímpar para a efetividade do Estatuto e a previsão é que seja sancionado ainda em 2012. 

Taís Valente falou também sobre a importância do museu construir seu plano museológico e terminou sua apresentação falando sobre a importância de se apropriar do Estatuto. “Ele é um instrumento de proteção e fortalecimento do setor”, finalizou.

Programa iMuseus abre as discussões em Rondônia

Karla Uzeda, chefe do Cadastro Nacional de Museus (CNM/Ibram), apresentou o projeto iMuseus na primeira palestra do Conexões Ibram hoje (18) em Porto Velho (RO). O projeto consiste em disponibilizar informações de qualidade sobre os museus e para os museus.

Em sua apresentação, Urzeda reforçou que o “i” do iMuseus é de informação e, esta é fundamental para formular e desenvolver políticas públicas para o setor. Diante disso, falou da importância das instituições museais participarem do Cadastro Nacional de Museus e das novas facilidades para os museus com o novo sistema, que será disponibilizado em breve. Ela apresentou, com base nas informações do CNM, dados referentes ao Brasil e fez um recorte do estado de Rondônia, que constam no Informativo Temático RO.

Começa o Conexões Ibram Rondônia

Patrícia Albernaz, representante da presidência do Ibram; Emanuel Neri, Secretário dos Esportes, da Cultura e do Lazer de Rondônia e Flávio Araújo, representante do Ministério Público compuseram a mesa de abertura do Conexões Ibram Rondônia, que começou nesta terça-feira, 18 de setembro, em Porto Velho.

O evento teve início com a assinatura do termo de cooperação entre o Ibram e o Estado. O Secretário, Emanuel Neri, destacou a importância do Conexões para Rondônia: “este evento é um marco que vai representar um novo tem para o nosso patrimônio, dentro da Política Nacional de Museus”. Neri reforçou ainda que Rondônia tem poucos museus, mas tem uma história que precisa ser preservada. “Nos próximos anos nós pretendemos ter orgulho dos nossos museus, não só em Porto Velho, mas no estado de Rondônia como um todo”.