10º encontro do Conexões Ibram é aberto em Florianópolis

Cerca de 140 pessoas estiveram presentes na manhã desta terça-feira (14) no cinema do Centro Integrado de Cultura (CIC), em Florianópolis (SC), para a abertura do décimo encontro do Conexões Ibram.

Gestores, profissionais, pesquisadores e estudantes ligados à área de museus de todas as regiões de Santa Catarina participam até amanhã do evento, durante o qual serão apresentados e discutidos alguns dos principais instrumentos de gestão oferecidos pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC) ao setor.

A abertura foi marcada pela assinatura de Termo de Cooperação Técnica (foto) entre o Ibram e a Fundação Catarinense de Cultura (FCC) para o fortalecimento do campo museal catarinense.

“O Conexões Ibram é uma de nossas ações mais significativas porque seu objetivo é a consolidação da área de museus em todo o Brasil”, explicou o diretor do Departamento de Processos Museais (DPMUS) do Ibram, Cícero de Almeida (em pé), que representou o presidente do órgão no evento. “Para nós é importante estar em Santa Catarina, onde a Política Nacional de Museus já se encontra em estágio avançado de consolidação”.

O diretor destacou como fatores que contribuem para a atual realidade do setor de museus catarinense a existência da própria FCC, de cursos de graduação em Museologia e de um Sistema Estadual de Museus cuja atuação tem se refletido em melhores projetos para concorrer a editais e outras fontes de financiamento.

O presidente da Fundação Catarinense de Cultura, Joceli de Souza, lembrou que o Sistema Estadual de Museus de Santa Catarina existe desde 1991 e foi reformulado em 2011, com a publicação de decreto que incrementou sua gestão e atuação. “Temos hoje 200 museus mapeados em Santa Catarina, sendo que 168 deles já aderiram ao Sistema Estadual de Museus”, disse.

A programação do Conexões Ibram SC prossegue durante todo o dia com apresentações sobre Sistemas e Redes de Informação (iMuseus); Plano Nacional Setorial de Museus e a Participação do Estado; Estatuto de Museus e Novos Instrumentos de Gestão; e Patrimônio Museal em Risco e a Integração de Ações Públicas.

Texto: Ascom/Ibram
Fotos: Fernanda Peres/FCC

Abertura do projeto Conexões Ibram em Goiás tem assinatura de acordo

O Conexões Ibram em Goiás começou nesta quinta-feira (21) com a assinatura de Acordo de Cooperação Técnica entre o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC), representado pela presidente substituta Eneida Braga, e a Secretaria de Cultura do Estado (Secult), representada pelo superintendente executivo, Décio Coutinho.

Na ocasião, Eneida Braga divulgou o tema da 6ª Primavera de Museus, que acontecerá em setembro de 2012. A Função social dos museus vem ao encontro das discussões atuais, especialmente nos países Ibero-americanos, sobre a importância da museologia social. Mais detalhes devem ser divulgados a partir de julho.

Também fizeram parte da mesa de abertura (foto), a Superintendente do Patrimônio Histórico e Artístico de Goiás, Deolinda Taveira; a professora Manuelina Duarte, representante do curso de museologia da Universidade Federal de Goiás, e a diretora do Museu Antropológico da UFG, Nei Clara de Lima.

Proximidade
O 8º encontro do projeto Conexões Ibram é o primeiro a acontecer na região Centro-Oeste. “Devemos usar a proximidade entre Brasília e a região para nos unirmos e fortalecermos”, disse Eneida Braga. “Estes encontros são importantes para a formulação de agendas de trabalho conjuntas que atendam tanto os estados quanto o resto do país”.

As cidades de Jataí, Pirenópolis, Goiás, Pilar de Goiás, entre outras, se fizeram presentes através de representantes das suas instituições. Durante os dois dias de atividades serão discutidos os temas iMuseus, Pontos de Memória, Estratégias de Fomento e Financiamento de Museus, Plano Nacional Setorial de Museus, Estatuto de Museus e Gestão de Riscos. O evento acontece no Museu Goiano Zoroastro Artiaga. Leia mais.

Texto e foto: Ascom/Ibram

Conexões Ibram PE começa com assinatura de acordo e lançamento do Sistema Estadual de Museus

Na manhã de hoje (12), teve início o projeto Conexões Ibram em Pernambuco (PE), que segue até dia 15 de junho na Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj), na cidade do Recife.

Na abertura, o representante do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram/MinC), Cícero Almeida (centro), e o presidente da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe), Severino Pessoa (esq.), assinaram Acordo de Cooperação Técnica com o objetivo de integrar recursos e estimular o desenvolvimento de ações conjuntas no setor museal pernambucano.

“Não é fácil obter recursos para investir no patrimônio cultural – incluindo também o campo dos museus. Mas nosso objetivo é dar o destaque merecido para os nossos”, disse Severino Pessoa.

Para Cícero Almeida, a cooperação formalizada hoje “estabelece de fato uma relação direta com o estado”, pois um dos objetivos é “negociar e articular as políticas públicas desenvolvidas pelo Ibram com as particularidades locais, ampliando as relações e consolidando redes e sistemas de museus”.

Financiamento e sistema de museus
O deputado federal Pedro Eugênio destacou que a bancada pernambucana na Câmara dedicou cerca de R$ 30 milhões em emendas parlamentares para museus da região metropolitana do Recife. “Deve haver uma mobilização forte para que museus recebam o incentivo merecido. Eles devem ser vistos como parte indispensável do processo educativo e formativo da sociedade”, acrescentou.

Uma emenda de autoria individual do deputado pede R$ 1 milhão para os museus locais, sendo R$ 500 mil para obras no Museu da Abolição/Ibram no Recife.

O Sistema de Museus de Pernambuco foi apresentado por Célio Pontes, diretor de Gestão de Equipamentos Culturais da Fundarpe. A estruturação do sistema de museus do estado teve início em 2010. Após formação de grupos de trabalho com representantes das diversas esferas ano passado, em 2012 o documento está em fase final de trâmite jurídico. A expectativa é que se torne projeto de lei e siga para ser discutido em audiência pública como última etapa.

Também compuseram a mesa de abertura as museólogas Maria Fernanda Pinheiro, do Museu do Homem do Nordeste/Fundaj, e Regina Batista, vice-presidente do Fórum de Museus PE.

Texto: Ascom/Ibram
Foto: Costa Neto/Secult-PE